Início » éconfiavel » balao da informatica é confiavel ????

balao da informatica é confiavel ????

Publicado por: celso 16 de setembro de 2016 éconfiavel 1 Comentário

O site balao da informatica é confiavel ? Alguem ja comprou no site balaodainformatica.com.br?

O Balão da Informática atua há 20 anos nos segmentos de venda e distribuição de produtos de informática, tornou-se referência no Brasil no que se refere à qualidade de produtos comercializados e eficiência em logística e distribuição, o que é representado pela satisfação de mais de 2 milhões de clientes que por todo o território nacional foram atendidos com excelência em prestação de serviços.A empresa está atualmente estruturada com 9 lojas distribuídas pelo interior do estado de São Paulo, estoque de produtos com cerca de 38 mil itens cadastrados, e um corpo de aproximadamente 250 funcionários.

Comentários e Respostas -Todos os comentários e informações exibidas abaixo são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião do site é confiavel.

Comentários e Respostas

  1. Não é porque uma empresa já foi confiável, que ela será eternamente confiável.

    A Balão da Informática (cuja razão social é “Ecco do Brasil Informática e Eletrônicos Eireli”) está em processo de recuperação judicial e foi BLINDADA pela bizarra legislação brasileira. Por conta de tamanha aberração, todas as ações judiciais contra esta “empresa” foram extintas e ainda não pode ser alvo de futuras ações, enquanto estiver blindada.

    LINK: https://www.jusbrasil.com.br/diarios/documentos/382904417/andamento-do-processo-n-1003324-7120168260114-recuperacao-judicial-12-09-2016-do-tjsp

    A empresa se aproveita desta situação, continuando a enganar antigos e novos clientes, explorando a boa imagem que tinha, mas que não soube manter.

    A empresa age de má fé, ao manter o site de comércio virtual sem ao menos anunciar aos compradores a sua situação atual, num claro desrespeito ao consumidor, uma infração apoiada pelas “autoridades” deste país (já quase falido). Como se já não bastasse sermos diariamente “roubados” e “extorquidos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *